Agenda 21 Vacaria/RS

nov 05

          No dia 29 de outubro de 2014, aconteceu importante reunião na CIC para tratar do acordo setorial de lâmpadas fluorescentes no município de Vacaria-RS, com a presença de representantes da Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente, CIC, CDL e revendedores de lâmpadas. Na oportunidade, Mário Sebben, presidente da empresa Apliquim Brasil Recicle abordou sobre o descarte inadequado e contaminação ambiental causada pelo mercúrio e também apresentou propostas de encaminhamentos para o município. Está prevista para dia 07 de novembro, a apresentação de proposta por parte da empresa Ambiservice.

          O Fórum Agenda 21 Locale o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente – COMDEMA vêm acompanhando os estudos acerca desse acordo setorial, através da participação no grupo de trabalho – GT Lâmpadas.

          A PNRS Lei 12305/2010 no art.33  basicamente institui o conceito de que todos que fazem parte da cadeia de produção de um produto (fabricante, importador, distribuidor, comerciante e até o consumidor) são responsáveis pela correta destinação do produto, ou seja, algo que não será mais utilizado pelo consumidor não poderá mais simplesmente ser jogado no lixo.

         Hoje, quando o consumidor não usa mais um produto, na maioria das vezes, não sabe o que fazer ou como descartá-lo, simplesmente joga no lixo.

         Um dos princípios fundamentais da nova lei, a Logística Reversa, que passará a ser obrigatória para alguns tipos de produtos, é o que resolverá essa parte do problema. A logística reversa é o processo responsável pelo planejamento, implementação e controle do destino dos produtos e materiais colocados no mercado, o que quer dizer que, terão que ser tomadas atitudes para que pilhas, baterias, pneus, óleos lubrificantes, lâmpadas fluorescentes, produtos eletroeletrônicos e seus componentes, remédios, entre outros, após a sua utilização retornem a sua origem para reaproveitamento ou destinação correta.

          Serão criados e implantados processos que garantirão o retorno desses resíduos aos devidos locais de origem.Depois de definidos e implantados os processos, o consumidor terá que se adequar e será obrigado a acondicionar de forma adequada os resíduos sólidos gerados.

Veja mais notícias nos links abaixo:

Clique Aqui

Clique Aqui

 

Comente

Site by Six Interfaces - Powered by Wordpress